Gondola para Diabéticos

Texto da Vereadora Sandra Tadeu determina que produtos recomendados aos diabéticos fi quem em lugar específi co nos supermercados

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou, na sessão extraordinária do dia 17/06, o projeto de lei no 136/2009, apresentado pela Vereadora Sandra Tadeu (DEM). O texto dispõe sobre a acomodação, em espaço único, específico e de destaque, nos mercados, supermercados, hipermercados e estabelecimentos similares no município de São Paulo, de produtos alimentícios recomendados para pessoas com diabetes.

Dados da Associação Nacional de Atendimento ao Diabético (Anad) apontam para números assustadores: segundo as estatísticas, 10% da população da Capital – aproximadamente 1,5 milhão de pessoas – possui o diabetes. Deste contingente, apenas 60% possui o diagnóstico, ou seja, o restante nem sabe que tem a doença.

No Brasil, são cerca de 11 milhões as pessoas que têm diabetes ou sofrem de restrições alimentares diversas. Para o presidente da Anad, Dr. Fadlo Fraige Filho, a sanção do projeto da Vereadora Sandra Tadeu configurará em grande benefício para a imensa população de diabéticos em São Paulo. “Será algo muito bom. Hoje o que se vê nos estabelecimentos comerciais é uma tremenda confusão. O diabético fica perdido ao tentar localizar produtos específicos para ele”, argumentou o especialista. “Atualmente há uma variedade enorme de produtos diet e light no mercado. Isso gera confusão. Nem todo alimento light é recomendado para uma pessoa com diabetes. Por isso é extremamente necessária a diferenciação dos produtos recomendados para esse público nas gôndolas dos supermercados”, disse a Vereadora.

O texto de Sandra Tadeu foi aprovado por unanimidade pelo plenário da Casa de Leis paulistana em primeira (dia 26/05) e segunda discussões e, agora, aguarda sanção do prefeito Gilberto Kassab (DEM) para virar lei na cidade de São Paulo.